O herói de 1994 agora é quarentão

Roberto Assaf

09/05/2006

Um dos maiores goleiros brasileiros de todos os tempos está completando 40 anos de idade.
Cláudio André Mergen Taffarel nasceu em Santa Rosa, interior gaúcho, em 8 de maio de 1966. Começou a deixar o anonimato no Mundial de Juniores de 1985, realizado na União Soviética, quando conquistou o título. Logo ganhou espaço em seu clube o Inter de Porto Alegre.
Foi herói nacional pela primeira vez durante a Olimpíada de 1988, em Seul, quando levou o Brasil à decisão defendendo dois pênaltis em disputa com a Alemanha. Ganhou a Copa América de 1989, foi titular no Mundial de 1990, e trocou em seguida o Rio Grande pelo Parma, da Itália.
Uma falha na derrota de 2 a 0 para a Bolívia, nas eliminatórias para 1994, poderia ter abreviado sua carreira na Seleção. Marco “El Diablo” Etcheverry chutou fraco, a bola bateu no calcanhar do pé esquerdo do goleiro e entrou. Mas no ano seguinte, no Mundial dos EUA, Taffarel obteve a consagração definitiva, ao defender pênaltis na final com a Itália, que deu o tetra ao Brasil.
Chegou a afastar-se da Seleção, após ser responsabilizado pela perda da Copa América de 1995 para o Uruguai, mas regressou em 1997, para levar a Seleção à nova decisão do Mundial, o de 1998, pegando mais pênaltis, na semifinal com a Holanda.
A derrota de 3 a 0 para a França fez Taffarel dar por encerrada a carreira internacional. Levando-se em conta todas as categorias, foram 14 anos de Seleção Brasileira.


CURIOSIDADES

□ Em setembro de 2003, aos 37 anos, Taffarel dirigia-se à cidade de Empoli, para assinar contrato de dois anos com o Empoli, quando seu BMW, que jamais falhara, enguiçou. O goleiro entendeu como um aviso para encerrar. E assim o fez.

□ Outros títulos de Taffarel: Copa da Itália (1992), Recopa da Europa (1993), Supercopa da Europa (1993 e 2000), Mineiro (1995), Copa Conmebol (1997), Campeonato Turco (2000), Copa da Turquia (2000) e Copa da Uefa (2000).

1 comentários:

Lua Nova disse...

Vai que é tua, Tafarel! O Galvão é um chato de galocha, mas o grito é inesquecível! ele emocionou a gente pra valer e sempre viverá no coração dos brasileiros.
Cristiano, gostei do blog e vim pra ficar.
Vá conhecer o meu, tá? Vou adorar.
Beijokas e um belo fds.

Postar um comentário

Blue is the colour

 
BlogBlogs.Com.Br